A usina

investco

A Usina

Equilíbrio entre geração de energia e responsabilidade socioambiental

Dados Técnicos

DADOS HIDROMETEOROLÓGICOS
    

Área de drenagem:    184.219 Km2
Vazão média:    2.532 m3/s
Vazão máxima registada (24/02/80):    28.558 m3/s
Vazão mínima registrada (19/10/94):    263 m3/s
Vazão de Enchente (TR: 10.000 anos):    49.870 m3/s

RESERVATÓRIO
    

Nível da água (N.A) Montante Operacional Normal:    212,00 m
Nível da água (N.A) Montante Maximorum:    212,60 m
Nível da água (N.A) Jusante Máximo Normal:    187,20 m
Nível da água (N.A) Jusante Máximo Excepcional:    201,50 m
Área do nível da água normal:    630 km2
Volume do nível da água normal:    5,19 bilhões de m3
Vida útil prevista:    100 anos
Energia firme:    504 MW médios
Energia média anual:    566 MW médios
Energia Assegurada:    526,6 MW médios
Extensão:    170 km
Profundidade média    8 m

BARRAMENTO    

Comprimento Total:    2.034,43 m
Altura Máxima:    74 m
Cota de crista:    215 m

VOLUMES E PESOS PRINCIPAIS
    
Escavação em rocha:    3.813.020 m3
Escavação comum:    3.213.750 m3
Ensecadeiras:    2.038.170 m3
Barragens Terra/ Enroc:    790.400 m3
Concreto:    1.243.074 m3
Cimento:    286.000 t
Aço:    6.000 t

VERTEDOURO    

Numero de vãos:    14
Comportas:    17m x23,30m
Vazão de desvio:    26.160 m3/s
Vazão do projeto:    49.870 m3/s
Desvio:    com 6 vãos rebaixados

UNIDADES GERADORAS    

Potência nominal de unidade:    180, 5 MW
Vazão nominal de cada unidade:    700 m3/s
Queda Líquida:    29 m
Rotação:    100 rpm
Potência nominal usina:    902,5 MW
Número de unidades:    5
Tipo    Kaplan

ENTRADA EM OPERAÇÃO    

Unidade Geradora 1:    01/12/2001
Unidade Geradora 2:    01/03/2002
Unidade Geradora 3:    09/05/2002
Unidade Geradora 4:    30/07/2002
Unidade Geradora 5:    07/11/2002

Infra - estrutura

O entorno do reservatório da Usina é ocupado pelo municípios de Miracema, Lajeado, Palmas, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré e Ipueiras.

RESERVATÓRIO    

Nível de água a montante:    212 m
Queda d’água:    29 m
Área total do lago:    630 km²
Extensão do lago:    170 km
Profundidade média:    8 m

BARRAGEM    

Comprimento total:    2.100 m
Altura máxima:   74 m

VERTEDOURO    

Número de vãos:   14
Comportas:   17 X 23,5 m
Vazão:   49,870 m3/s

Sistema de Transmissão

Toda energia elétrica gerada na UHE LAJEADO é transportada por uma linha de transmissão em 500 kw, com extensão de 29,58 km, interligando as subestações de Lajeado (Investco) e Miracema (Eletronorte). De Miracema ela é disponibilizada para o Sistema Elétrico Brasileiro.

Estação de Monitoramento

Tanto o monitoramento hidrológico quanto o meteorológico são fundamentais para garantir a eficiência da produção hidroenergética. Uma previsão exata do volume de água que chegará ao reservatório nos próximos dias e a supervisão dos eventos em tempo real são essenciais para o melhor aproveitamento dos recursos hídricos.

Neste contexto, para subsidiar as regras operacionais da Usina de Lajeado, foram implantadas na área de influência de seu reservatório e principais tributários 08 (oito) postos de réguas linimétricas e 08 (oito) estações automáticas.

Coleta de dados

Todo o processo de previsão, supervisão e controle da operação hidroenergética da usina se inicia com a coleta de dados das estações hidrológicas (de medição de níveis de rio e de chuva).

Parte destes dados é obtida por estações automáticas, que lêem as informações dos sensores e as transmitem para a Usina, utilizando comunicação via satélite e via Internet, em intervalos de 15 em 15 minutos. Outras informações são obtidas por contatos telefônicos e por rádio com os operadores locais das estações, diariamente às 07:00 e 17:00 horas.

NOME DA ESTAÇÃO NOME DO RIO COORD. LAT. COORD.LONG. TIPO
Angical-Jusante Tocantins 12º13’41” 48º24’14” PFP
Ipueiras Tocantins 11º14’49” 48º27’30” PFP
Jacinto Santa Tereza 11º59’03” 48º39’33” PFP
Fazenda Jurupari Tocantins 11º09’07” 48º31’00” PFP
Mangues Mangues 10º20’41” 48º38’05” PFP
Porto Jerônimo Manuel Alves da Natividade 11º45’28” 47º50’15” PFP
UHE Lajeado-Barramento Tocantins 09º45’16” 48º22’01” PFP
UHE Lajeado-Jusante Tocantins 09º45’16” 48º22’01” PF
PFP = Posto Fluviométrico e Pluviométrico (nível do rio e volume de chuva)
PF = Posto Fluviométrico (nível do rio)

Dados de Geração

Com potência instalada de 180,5 MW por unidade geradora, a Usina Luis Eduardo Magalhães tem uma potência instalada total de 902,5 MW que permite gerar aproximadamente 4.600.000 megawatts-hora por ano, em função da disponibilidade média de água no rio Tocantins.

UNIDADES GERADORAS
    
NÚMERO DE UNIDADES:    5
POTÊNCIA NOMINAL / UNIDADE:    180,5 MW
VAZÃO NOMINAL / UNIDADE:    650 M3/S
ROTAÇÃO:    100 RPM
POTÊNCIA TOTAL INSTALADA:    902,5 MW

Compensação Financeira pela Utilização dos Recursos Hídricos - CFURH

O Estado do Tocantins e os municípios impactados pela formação do reservatório da Usina Luis Eduardo Magalhães recebem uma Compensação Financeira pela Utilização dos Recursos Hídricos. A Investco recolhe à Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica -, 6,75% do valor da energia produzida pela usina. Desse valor, 0,75% ficam com a ANA- Agência Nacional de Águas -, e os 6% restantes são assim distribuídos: 10% para a União, 45% para os Estados do Tocantins e de Goiás, e 45% para os municípios do Tocantins e de Goiás (*) impactados. Os municípios do Tocantins que recebem compensação financeira são: Miracema, Lajeado, Palmas, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, e Ipueiras, Aliança do Tocantins e Santa Rosa do Tocantins. Os valores são de conhecimento público, disponíveis no site da ANEEL.

(*) Um pequeno resíduo dos percentuais indicados é também repassado ao estado e municípios de Goiás impactados pela UHE Serra da Mesa, uma vez que ela é uma usina regulatória das vazões das usinas de jusante, onde se insere a UHE Luis Eduardo Magalhães.

Para mais informações, acesse www.aneel.gov.br.